Dra. Lia Alves Schinetski, PHD

Laser: um novo tratamento para você que tem dor por Disfunção da ATM

 

Laser é um assunto que normalmente gera bastante interesse e que eu gosto muito de comentar. Há quase 10 anos atrás fiz um trabalho de pesquisa durante o meu Doutorado com relação à eficácia da aplicação de laser em pacientes com Disfunção da ATM. O resultado foi muito bom e semelhante a diversos outros estudos realizados em Universidades do mundo todo. A partir daí comecei a usá-lo rotineiramente no atendimento dos pacientes no meu consultório.

 

O efeito anti-inflamatório do laser de baixa potência foi descoberto há mais de duas décadas e, desde então, muitas pesquisas têm sido feitas para avaliar em quais situações o laser pode ser bem indicado.

 

De um modo geral, o laser não-cirúrgico tem uma série de indicações e pode ser usado isoladamente ou como coadjuvante de outros tratamentos. No caso de Disfunção da ATM, que é uma condição causada por vários fatores, o laser é um tratamento complementar às demais terapias. Ele tem efeito analgésico (para alívio da dor), anti-inflamatório (reduz o edema e a dor causados pela inflamação) e atua na reparação tecidual (estimula as funções fisiológicas das células). Além disso, o laser reduz a contração muscular e promove melhora na mastigação.

 

O laser pode ser utilizado tanto em problemas musculares, quanto em dores específicas na articulação. Ele atua diretamente sobre as terminações nervosas e dificulta a transmissão do estímulo doloroso local. O tratamento dura de 2 a 6 semanas, com sessões duas vezes por semana.

 

Uma das grandes vantagens do laser é que a aplicação é indolor e bastante rápida – em poucos minutos vários pontos são irradiados e a sessão é concluída. Além disso, o laser de baixa potência, sendo adequadamente utilizado, não tem efeitos colaterais, é seguro e comprovadamente eficaz.

 

 

Referências:

da Cunha LA et al. Efficacy of low-level laser therapy in the treatment of temporomandibular disorder. Int Dent J. 2008 Aug;58(4):213-7.

Ceylan Y et al. The effects of infrared laser and medical treatments on pain and serotonin degradation products in patients with myofascial pain syndrome. A controlled trial. Rheumatol Int. 2004;24:260-3.

Bjordal et al. A systematic review of low level laser therapy with location-specific doses for pain from joint disorders. Australian Journal of Physiotherapy2003; 49: 107-16

 

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Seu E-mail:


, , , , ,

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe um comentário

(não será divulgado)