Dra. Lia Alves Schinetski, PHD

Bruxismo: você sabia que apertar ou ranger os dentes pode causar problemas de saúde bucal e dor de cabeça?

 

 

Alguma vez você já dormiu perto de uma pessoa que fazia um barulho irritante de janela enguiçada?

 

Ou então já ouviu alguém comentar que sempre acorda com dor de cabeça ou cansaço no rosto?

 

As duas situações são características do bruxismo.

 

Bruxismo significa apertar ou ranger os dentes durante o dia ou a noite.

 

Quando a pessoa está ansiosa ou concentrada em alguma tarefa difícil, pode apertar os dentes sem ter consciência disso.

 

E o bruxismo noturno, que acontece ao dormir, é um dos distúrbios de sono mais comuns.

 

Pesquisas demonstram que 15% das pessoas no mundo têm bruxismo.

 

Algumas pessoas têm esse hábito durante a vida inteira e nem ficam sabendo. Não sentem nenhuma dor, porque os músculos da face estão adaptados a esse esforço de movimentar os dentes por longos períodos.

 

Outras pessoas apertam os dentes apenas quando estão passando por um período de maior estresse. Nesses casos geralmente a pessoa sente dor ou cansaço nos músculos da região maxilar, principalmente ao acordar. Outros sintomas comuns são: dor de cabeça, dor de ouvido (apesar de o problema não ser no ouvido), sons como estalos ao abrir a boca e limitação na abertura da boca.

 

Nessa época de crise econômica no Brasil a quantidade de pessoas que apertam os dentes, pelo menos na hora de dormir, é enorme. Eu mesma tenho recebido no meu consultório uma quantidade inédita de pessoas com bruxismo e dor.

 

Gente que perdeu o emprego, ou que está com medo de perder, ou que está vivendo sob muita pressão, pode acabar desenvolvendo o bruxismo. Ele está muito relacionado à questão emocional.

 

É importante tratar o bruxismo porque, além da dor, ele pode causar outros problemas, como: retração gengival, desgaste e trincas no esmalte, dentes quebrados, além de degeneração na articulação que faz a abertura e fechamento da boca (chamada ATM). Clique aqui para ler mais sobre ATM.

 

Continue lendo esse artigo para saber mais sobre o que é bruxismo diurno, noturno, e como deve ser o tratamento para essas condições.

 

 

 

Tratamento

 

O tratamento varia de acordo com o tipo de bruxismo e com os sintomas que cada pessoa tem.

 

Não existe cura para o bruxismo, porque é o cérebro que comanda essa movimentação dos músculos para raspar ou apertar os dentes, mas o tratamento é importante para proteger as estruturas e prevenir problemas futuros.

 

 

 

Bruxismo Diurno

 

Quando a pessoa tem o costume de apertar os dentes durante o dia, o importante é desenvolver maior consciência corporal para evitar esse hábito prejudicial.

 

Os dentes devem permanecer desencostados enquanto a boca está em repouso, ou seja, enquanto não se está falando nem comendo.

 

O simples fato de encaixar os dentes já faz com que a musculatura fique mais tensa. Se você ficar um certo tempo com os dentes encaixados (de poucos minutos a algumas horas), muito provavelmente vai sentir dor de cabeça ou dor no rosto, nos músculos usados para a mastigação.

 

Por isso, em repouso, sempre mantenha um espaço entre os dentes de cima e os de baixo.

 

Existe um aplicativo chamado “Desencoste” que ajuda bastante nessa difícil tarefa de lembrar de manter um espaço entre os dentes.

 

Ele emite alertas periódicos que você pode personalizar de acordo com as suas necessidades. Você também pode arquivar dados de frequência de apertamento e dor. Depois de um determinado período, o aplicativo analisa os dados e apresenta um gráfico. Assim você consegue entender melhor como acontece o bruxismo no seu caso.

 

O aplicativo é gratuito e está disponível para IOS.

 

 

Aplicativo para bruxismo_Desencoste

 

 

Além disso, a pessoa deve evitar hábitos prejudiciais para a estrutura articular e muscular, como mascar chicletes, morder objetos, roer unhas, morder lábios e bochechas, etc.

 

 

 

 

Bruxismo noturno

 

O bruxismo noturno acontece de forma inconsciente. É o cérebro quem “dá a ordem” para que os músculos da face fiquem tensionados ou movimentando a boca para a frente e para os lados.

 

Esse tipo de bruxismo é considerado pela Academia Americana de Medicina do Sono como um Distúrbio do Sono, assim como a insônia e a apneia (Clique aqui para ler mais sobre apneia).

 

É por isso que não existe cura para o bruxismo do sono. Não existe nenhum tratamento que faça a pessoa parar de ranger ou apertar os dentes enquanto está dormindo. Nem mesmo o Botox tem essa capacidade (Clique aqui para ler mais sobre botox no tratamento do bruxismo). O que existe é um controle dessa condição, para que não cause maiores danos.

 

Quem range os dentes diariamente durante anos a fio não costuma ter dor. Eu costumo dizer que é como uma pessoa que sempre vai à academia e faz o mesmo exercício, com o mesmo peso. Os músculos já estão acostumados. Por isso não há dor.

 

Mas é aí que mora o perigo! É bem comum uma pessoa ranger os dentes a vida inteira e ir desgastando os dentes aos poucos, sem perceber. Quando se dá conta do problema, um grande estrago já foi causado.

 

Eu tenho vários pacientes de 40 anos que tem os dentes tão desgastados (ou até mais) do que uma pessoa de 70 anos! Os dentes vão ficando totalmente “retos” nas pontas (chamada de borda incisal).

 

Veja abaixo os dentes de um paciente de 32 anos, bastante desgastados pelo bruxismo.

 

bruxismo_dentes com as pontas retas

 

Outro tipo de desgaste bem comum é aquele que fica na região próxima à gengiva, é chamado Abfração. Com o atrito de dentes raspando, acontece um desgaste à distância, na região em que o esmalte (camada mais externa do dente) é mais fino – a região perto da gengiva. Veja a foto abaixo:

 

bruxismo_desgaste dos dentes

 

Para que o bruxismo do sono não cause esses problemas de desgaste e até mesmo dentes quebrados, a solução é proteger os dentes com uma placa de acrílico.

 

 

 

Placa de mordida:

 

Ela é feita em resina acrílica e fica encaixada nos dentes superiores (na maioria dos casos). Para que a placa desempenhe bem as funções de proteger dentes, relaxar a musculatura e estabilizar a ATM, é fundamental que ela esteja bem ajustada na boca.

 

A placa é indicada para quem tem bruxismo noturno frequente sem dor (mas tem desgaste nos dentes) ou para quem tem bruxismo ocasional e sente dor no rosto, dor de cabeça ou outros sintomas de Disfunção da ATM (leia mais aqui).

 

Muita gente me fala que já tentou usar placa para bruxismo e não conseguiu. Isso só acontece quando a placa não ficou bem ajustada para a pessoa, porque se estiver bem-feita ela é muito confortável.

 

Outras pessoas me falam que usam ou já usaram placa e ela não resolveu a dor. Isso pode acontecer por dois fatores: ou porque ela não ficou bem ajustada com relação à oclusão (mordida), ou porque não foi estabelecido um bom plano de tratamento.

 

Quando a pessoa não tem apenas o bruxismo, mas também tem Disfunção da ATM (outros fatores associados), é indicado que outros tratamentos sejam associados ao uso da placa para que um bom resultado seja obtido.

 

Para ler mais sobre a placa de mordida, clique aqui.

 

 

 

Os demais tratamentos para quem sofre de Bruxismo associado a dor são:

 

 

 

Terapia com calor e Medidas físicas:

 

Para relaxar a musculatura o primeiro passo é aquecer a região com bolsa de água quente por 20 minutos. A bolsa deve estar em temperatura agradável e pode ser enrolada em um pano úmido morno, para que o efeito seja maior.

 

Em seguida o músculo deve ser alongado usando os dois dedos no sentido das fibras musculares, de cima para baixo, com uma leve pressão (de acordo com a figura abaixo). O movimento é repetido 10 vezes.

 

IMG_3264

 

 

Outro bom exercício é colocar um pouco de água quente de um lado da boca e bochechar por 30 segundos para esticar a bochecha. Em seguida passar a água para o outro lado e fazer o mesmo bochecho por 30 segundos. O exercício deve ser feito 2 vezes de cada lado.

 

O aquecimento com bolsa de água quente e os alongamentos musculares devem ser feitos de 2 a 3 vezes ao dia por pelo menos 3 meses.

 

Na maioria das vezes as pessoas têm preguiça e acabam fazendo esses exercícios só na hora em que sentem dor. Nesse caso a dor vai aliviar, mas o efeito será momentâneo. Para que haja uma melhora real na musculatura é necessário fazer diariamente, no mínimo 2 vezes por dia e por um grande período de tempo.

 

Então, se você tem dor por bruxismo, deixe a preguiça de lado e comece a fazer os exercícios. Separe alguns minutinhos por dia para isso e você vai ver como os resultados vão ser bons! E o melhor, sem gastar nenhum dinheiro!

 

 

 

Aplicação de laser:

 

O laser tem efeito analgésico e anti-inflamatório, por isso ele ajuda a reduzir a dor.

 

O dentista aplica um laser de baixa potência (o mais adequado para essa finalidade) na superfície do músculo ou da articulação, uma ou duas vezes por semana, durante quatro a seis semanas.

 

A vantagem da aplicação do laser é que é rápido, não dói, é bastante eficaz e não tem efeitos colaterais. Mas como eu falei anteriormente, o que realmente funciona é associar essas terapias.

 

Portanto, a aplicação de laser sozinha não vai trazer bons resultados, ela tem que ser feita em conjunto com outras técnicas.

 

Clique aqui para saber mais sobre laser no tratamento de Disfunção da ATM.

 

 

 

Aplicação de TENS:

 

Esse aparelho, que também é bastante usado em fisioterapia, dá uma sensação de formigamento que ajuda a relaxar a musculatura e reduzir a dor.

 

O TENS promove uma corrente elétrica, pela colocação de eletrodos na pele, que estimula fibras nervosas sensoriais, ao mesmo tempo que inibe as fibras nervosas de dor.

 

Também há liberação de endorfinas e por isso o TENS alivia a dor não apenas durante a aplicação, mas tem um efeito positivo que se prolonga por horas. E, da mesma forma que o laser, o TENS também só terá bons resultados se associado a outras terapias.

 

 

 

Aplicação de Botox:

 

Nos últimos anos tem surgido várias pesquisas para avaliar se o Botox tem um efeito bom para as pessoas que têm bruxismo. Os estudos ainda não são conclusivos, mas mostram que ele faz com que a pessoa aperte os dentes com menos força enquanto está dormindo. Isso ajuda a diminuir a dor.

 

A desvantagem do Botox é que ele é um tratamento de alto custo e dura apenas de 4 a 6 meses.

 

Seguindo a recomendação de pesquisadores conceituados, eu só indico o Botox para os meus pacientes que já tentaram os outros tipos de tratamento clínico que eu citei nesse artigo e não tiveram resultados satisfatórios.

 

Não vou me estender muito nesse assunto, porque eu já escrevi um artigo bem completo sobre o uso do Botox no tratamento de bruxismo e Disfunção da ATM. Se você tiver interesse em saber mais, clique aqui.

 

 

 

Comentário sobre um caso:

 

Há 15 dias atrás eu recebi no meu consultório o paciente da foto abaixo, com os dentes extremamente desgastados.

 

bruxismo avançado

 

 

 

O mais impressionante é que ele tem apenas 42 anos e os dentes estão nessa condição. Ele nunca soube que tinha bruxismo, foi desgastando os dentes aos poucos sem perceber.

 

Há 2 anos começou a ter zumbido no ouvido. E há 2 meses passou a ter também muita dor ao redor do ouvido e dor de cabeça. Por causa disso ele foi em uma otorrino, que levantou a hipótese de bruxismo e me encaminhou.

 

Eu solicitei alguns exames de imagem, que ainda não recebi, mas acredito que provavelmente ele também tem desgaste na articulação, a ATM. Imagine só quantos problemas poderiam ter sido evitados se precocemente ele tivesse feito um tratamento para gerenciar esse problema!

 

 

 

Finalizando…

 

Se você aperta os dentes esporadicamente, não apresenta desgaste nos dentes e não tem sintomas de Disfunção da ATM*, então você pode usar a bolsa de água quente e fazer os exercícios de alongamento que eu citei aqui para melhorar a rigidez muscular.

 

Por outro lado, se você aperta os dentes de vez em quando, mas está tendo dor com frequência ou outros sintomas de Disfunção da ATM, é importante procurar um dentista especialista nessa área para fazer uma avaliação e provavelmente um tratamento.

 

E se você nunca percebeu que tem bruxismo, mas os seus dentes estão desgastados (ou com as pontinhas dos caninos retas, ou com os dentes da frente todos retos), você também deve procurar um dentista para, pelo menos, fazer uma placa para que você possa ficar com os dentes protegidos durante a noite.

 

Além de todas as terapias que o dentista pode usar para te ajudar, também é importante que você procure controlar o estresse e a ansiedade, já que eles estão tão relacionados com o bruxismo.

 

Procure algum hobby, uma válvula de escape para o estresse, como praticar esportes, pintar, cantar, etc. Atividades que ajudam a alongar os músculos, como yoga, e técnicas de meditação também são ótimos para essa finalidade.

 

Caso necessário, consulte um psicólogo. A terapia cognitivo-comportamental, por exemplo, tem ótimos resultados quando associada ao tratamento odontológico em casos de Disfunção da ATM relacionados ou não ao bruxismo.

 

Poucas horas antes de dormir evite alimentos e atividades estimulantes, como tomar café ou ir à academia. Para que o sono seja mais tranquilo é importante ter um período prévio mais calmo, desligando-se de aparelhos eletrônicos e de tudo aquilo que possa te deixar mais agitado.

 

 

*Sintomas de Disfunção da ATM: dor ou rigidez na região maxilar, dor ou estalos ao abrir a boca, limitação na abertura da boca, zumbido ou dor de ouvido e dor de cabeça.

 

 

Espero que você tenha gostado desse artigo! Se tiver alguma dúvida, deixe uma mensagem nos comentários e eu terei prazer em responder.

 

Compartilhe com os seus amigos, para que todos possam receber essa importante informação!

 

 

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Seu E-mail:


, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe um comentário

(não será divulgado)