Dra. Lia Alves Schinetski, PHD

Disfunção da ATM: 10 respostas simples para as maiores dúvidas

 

 

O que é Disfunção da ATM?

ATM é a sigla dada para a Articulação Temporomandibular, que faz a abertura e fechamento da boca. Quando essa articulação ou outras estruturas que trabalham em conjunto não funcionam bem, podem ocorrer estalos, limitação de abertura da boca e dores na face (dor de cabeça, dor na região do ouvido e dor nos músculos da mastigação).

 

Esse problema também é chamado de DTM.

 

 

 

O que causa DTM?

A DTM pode ter várias causas, que variam para cada pessoa. Podemos citar:

 

  1. Bruxismo
  2. Estresse
  3. Problemas de mordida (encaixe dos dentes inadequado)
  4. Maus hábitos como mascar chicletes, morder objetos, morder lábios e bochecha, etc
  5. Flexibilidade exagerada na articulação (porque os ligamentos estão frouxos)
  6. Trauma (algum acidente que causou fratura no rosto)
  7. Doenças como artrite reumatoide e fibromialgia

 

 

 

O que é Bruxismo?

O bruxismo do sono acontece quando uma pessoa range e/ou aperta os dentes durante o sono. Em algumas pessoas isso acontece em uma fase de maior estresse e ansiedade. Em outras o bruxismo é hereditário e acontece por um comando dado pelo cérebro, independente do fator emocional.

 

Alguns pacientes relatam cansaço muscular e dor ao acordar, devido à maior atividade dos músculos durante o sono. Além de dor e desgaste dental o bruxismo pode levar a um problema intra-articular como o deslocamento de disco.

 

 

 

Quando abro a boca escuto ruídos na minha articulação. O que é isso?

Os ruídos da ATM podem acontecer por diferentes causas, dentre elas:

 

  1. Anatomia normal da articulação
  2. Desgaste ósseo
  3. Deslocamento de disco (é semelhante ao menisco do joelho e serve para amortecer o impacto entre os ossos)

 

Em geral apenas os ruídos articulares que são acompanhados de dor têm necessidade de serem tratados.

 

 

 

Algumas vezes bocejei ou abri muito a boca e fiquei com a boca travada, sem conseguir fechar. O que é isso?

O travamento com a boca aberta, chamado de luxação da ATM, pode acontecer porque o osso da mandíbula passa do ponto onde deveria ser o limite de abertura bucal e depois não consegue retornar à posição inicial, como se tivesse “saído do trilho”.

 

A luxação merece especial atenção, principalmente quando ocorre com muita frequência. O dentista especialista pode ensinar ao paciente alguns métodos para evitar que isso aconteça sempre e acabe prejudicando determinadas estruturas.

 

 

 

Minhas dores de cabeça podem ser por causa de DTM?

Sim. Durante o apertamento ou ranger de dentes o músculo que fica na região das têmporas está envolvido no movimento da boca e acaba sendo sobrecarregado. Consequentemente muitas pessoas relatam dor de cabeça nessa região no período que estão apertando com mais força.

 

Várias pesquisas científicas demonstram que pacientes que têm enxaqueca, associada à DTM, só melhoram totalmente da dor quando além do tratamento com neurologista, também fazem tratamento para DTM, tanto em curto quanto em longo prazo.

 

 

 

A DTM está relacionada a outras doenças? Ela pode ser confundida com outros problemas?

Sim. Algumas doenças reumatológicas como artrite reumatóide e fibromialgia apresentam repercussões na ATM.

 

E, muitas vezes os pacientes apresentam como queixa “dor de ouvido”, sendo que na realidade sua fonte de dor não é no ouvido e sim na ATM.

 

 

 

Como posso saber se tenho DTM?

Se você apresenta alguns desses sintomas, é possível que você tenha DTM:

 

  1. dor de cabeça em forma de pressão na região das têmporas
  2. dor nas articulações e/ou no rosto (principalmente durante a mastigação ou ao acordar)
  3. dificuldade ou dor ao abrir a boca
  4. ruído ao abrir a boca
  5. sensação de ouvido tampado, dor ou zumbido (que já foram excluídos por um otorrino como sendo problemas de ouvido de fato)

 

O diagnóstico é realizado pelo dentista capacitado nessa área por meio de anamnese (um questionário detalhado que o dentista faz com perguntas sobre sua saúde e seus sintomas) e exame físico (no qual o dentista examina músculos, articulação, dentes e mordida).

 

Exames de imagem como radiografias e ressonância magnética podem auxiliar no diagnóstico em alguns casos. Mas na maioria das vezes o diagnóstico é clínico, ou seja, após o exame detalhado o dentista já é capaz de saber qual é o seu problema e como resolvê-lo.

 

 

 

Como é feito o tratamento?

 

Existem algumas diferenças de acordo com a filosofia que cada profissional segue, entretanto, as alternativas de tratamento devem ser baseadas em evidências científicas, ou seja, no que os pesquisadores de universidades renomadas já estudaram exaustivamente e já ficou comprovado que funciona bem.

 

O tratamento conservador é sempre a primeira escolha. No nosso protocolo clínico o tratamento engloba:

 

  1. Uso de placa de mordida
  2. Programa de exercícios de alongamento e fortalecimento muscular a serem realizados em casa diariamente
  3. Desprogramação muscular
  4. Desativação de pontos de gatilho
  5. Tratamento complementar com aparelhos que diminuem a dor, a inflamação e relaxam a musculatura, como TENS e laser

 

Além disso, o aconselhamento e a participação ativa do paciente no tratamento são fundamentais para o sucesso destes procedimentos.

 

 

 

O que eu posso fazer para aliviar os sintomas?

 

Você pode tomar algumas medidas simples para o alívio da dor, como:

 

  1. Durma bem
  2. Mantenha boa postura de coluna, pescoço e cabeça
  3. Faça compressas com bolsa de água quente e massageie os músculos doloridos
  4. Mantenha sempre um espaço entre os dentes superiores e inferiores quando não estiver comendo ou falando
  5. Dê preferência aos alimentos mais macios
  6. Abandone maus hábitos como mascar chicletes, morder objetos, lábios e bochechas

 

 

sintomas DTM

 

 

Outras informações úteis:

 

Evite tratamentos que causam mudanças permanentes na mordida e nos maxilares como próteses, ortodontia e desgastes nos dentes, porque eles não têm comprovação científica na melhora dos sintomas de DTM. Esses tratamentos podem ser úteis em alguns casos, apenas após a melhora dos sintomas, e quando ficou evidente que a mordida errada foi a causa de DTM naquele paciente especificamente.

 

Evite, sempre que possível, o tratamento cirúrgico da ATM. Não existem estudos de longo prazo que testam a segurança e a eficácia destes procedimentos. Antes de considerar qualquer cirurgia na ATM é importante ouvir opiniões de vários profissionais para compreender plenamente o procedimento e os riscos envolvidos.

 

 

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Seu E-mail:


, , , , , , , , , ,

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe um comentário

(não será divulgado)